Chuviscos no silêncio

Algures no tempo incendeiam-se os
Horizontes dóceis, esvoaçantes acometidos por
Uma subtil carícia tecida no mais fiel alvorecer itinerante
Balouçando à varanda deste silêncio quase estonteante

A docilidade de cada sonho beberica o poente fértil
Superando até o purificador entardecer abrigado num
Tempo magnânimo ofegante e circunstancial postando
A luz que chuvisca retumbante…reverencial

Deixei uma carícia online perfumando aquele colorido
Rendilhado na tez do teu sorriso quase penitencial
Embebedando cada êxtase mais enamorado
Dragando nossos amores insaciáveis e cronometrados

Imensurável se tornou a saudade flutuando num frenesim
De versos insanos, calando cada hora revigorada em murmúrios
Elegíacos, tão amestrados, trajando a ressaca das fantasias acuradas
Intensamente, vividas, absolutamente aprimoradas

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s