Silêncio umbilical

O que ilumina a vida são todos aqueles momentos que pintam
A ingénua carícia expressando com calafrios o dócil gesto sorrindo
De olhos arregalados compilados num único apelo que declamo
Nestes versos insuflados de uma paixão imensa e refastelada

Assim fantasiei as nossas casmurrices caramelizadas
Numa gargalhada esfomeada…saborosamente condimentada
Revestindo cada sedutor momento onde radiantes engolíamos
Com paixão o vulto dos nossos seres empanturradamente pactuantes

Das muitas saudades que espreitam engalanadas logrei
Todos os desejos que por mim fluíam fadados, fintando a
Distraída métrica destes versos que regurgito quase insubordinados

Fiz uma réplica do silêncio que enlutava aquela solidão tamanha
Depurando cada lamento engasgado resvalando para o regaço do
Suscitado desejo onde instados acontecemos umbilicalmente legitimados

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s