Migalhas de silêncio

Chilreia o silêncio delicado deixando na
Face sabores de uma gargalhada assim notificada
Intocável memória esta planificando todas as
Emoções que se perfilam aqui replicadas

A largueza do tempo encurta a saudade que
Desmaia ao longo da madrugada lambuzada
De cúmplices olhares acendendo cada migalha
De luz onde me embebedo com palavras cubicadas
Num axioma de rimas gargalhando canonizadas

Mirra o dia com seus perfumes desgrenhados
Assolando a existência vincada naqueles pensamentos
Apaixonantes amealhando beijos sôfregos que escapam da
Minha biblioteca audaciosa apetrechada com prazeres prodigiosos

Fiz-me à noite que medita jactanciosa amedrontando
As escuridões ciosas, quase excessivas, intimidando
Até os delírios mais facciosos alinhados num silêncio
Insultante, imperativo…sumptuoso

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s