Horas autistas

Paciente sossego mergulhando
Na petrificada solidão vigente nesse olhar
Parca luz que se espreguiça intimista
Soletrando a vida a esquadrinhar qual alquimista

Estendo no tempo os lençóis da esperança
Onde passional acamo as paixões mais masoquistas
Relanço a memória atingindo o apogeu das saudades
Esgravatando o rascunho de um amor quase surrealista

Dolente e sussurrando deixa o poente olvidar-se
Da noite chegando tão calculista engavetando
A luz amparada numa hora que restou autista e saturada

Partilhemos agora o temporário sonho repintando
Aqueles cenários absurdamente expectantes
Majorados por uma militante cumplicidade tão estimulante

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s