Insubordinado lamento

O dia finca suas raízes profundas no tempo que nasce
Longilíneo…broto da rosada manhã reverberando intensa
Deixando cada minúsculo pedacinho de silêncio absorto,
Ante o crepúsculo perceptível e imutável

Inesquecível o sensual momento de tempo onde
Pernoitamos memoráveis na face de um imperial
Desejo sedento, angariado pelos aromas refrigerantes
Da Primavera vibrando, flamável…regenerante

E enquanto os tempos se consomem emocionados
Nós insubordinados calcorreamos cada sílaba que rego
Neste vocabulário regado com versos indisciplinados

Liberta-se agora o sonho grisalho deixando no odor das
Saudades o poético e nostálgico sentimento balouçando nas
Arcadas da solidão drenada pelos meus lamentos assim conjecturados

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s