Silêncio convincente

Na paisagem nómada calcorreei todos os
Desertos do mundo instável
Visitei lugares improváveis alimentando o pavio
Do tempo que recrudesce incontestável

Flui livre o curso de muitos rios num estridente
Desaguar a jusante das paixões irreverentes
Contentamento acalentador da alma que se desnuda
Num subtil e fatal momento marejando no teu afluente

A caravana do tempo por aqui passou e deixou
Na poeira do destino as marcas de um bando
De gargalhadas amontoadas no pomar da saudade
Onde se temperam os abraços imergentes…os amores
Criativos e pungentes

Desmembrados os gemidos pernoitam agora na tenda
Dos silêncios convincentes e impulsionados
Interpretação bem aventurada e escrita com a formosura de um
Crepúsculo adiado andarilho mas explendorosamente apaixonado

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s