Iridiscente

Está o céu sorrindo espreguiçando as
Nuvens que desaguam em perfumados
Cânticos pintados à mão…escorrendo suas
Coloridas gotículas pelos enfeites do tempo
Embebendo a iridescente manhã tão garrida

A grandeza das ilusões erguem suas pontes
Tingindo o malhado infinito com percepções
Do amor carburando no leito da noite
Serpenteando acólita e restrita

Selei todos os lamentos que povoavam meu
Arco-íris lacrado pelo estarrecido sonho arfando
Proscrito até que outras alvoradas se juntem
Vestindo as neblinas dançantes na madrugada
Vagueando pelas alamedas da vida empolgada

Ao desembrulhar-se o dia fintei num piscar de olhos
O céu chispando ígneo e silencioso
Colhendo dos teus olhos uma lágrima afagada
Redentora desabrochando renovada e sedutora

Foi prosélito este silêncio desalugando os
Desejos que pintei na paisagem madrepérola
Relegando todas as noites para o sótão dos
Tempos exalando homologados

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s