Licor de Primavera

Algures se encontra a mansidão intensa
Deste olhar orlando um sorriso sinfónico
E sorrateiro gravitando pelo travesseiro
Do tempo adoçando e perfumando o sossego
Que trazes alinhado no coração tão matreiro

As tardes escondem-se debaixo do tapete
Desta existência adormecida no contrabando
Do silêncio colorindo a fértil noite por onde
Escapulimos afoitos num frenesim de emoções
Radiantes qual leve brisa prenhe de seduções

Está chegando a Primavera e as flores
Enamoram-se dos zumbidos mágicos
Perfumando cada pétala que almeja o
Néctar saboroso de um beijo mais licoroso

Desperta o dia em sua plena contemplação
Retocada ficou a noite embrulhada em lençóis
De cetim calando cada murmúrio apaixonado
Remanescendo num cálice de versos tão alucinado

FC

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s