Meu apeadeiro

 

Quando te busco
encontro
Onde te vejo
Vislumbras-me cúmplice
Quando me navegas
teu rio e mar serei
Onde te esconderes
refugio-me dissimulado
Quando me sonhares
invento-te consolado
Onde me quiseres
espero-te mais estimulado
Quando me derrubares
planifico e reconstruo
Onde e quando pra mim posares
fotografo-te numa coreografia
repleta de outros luares
Quando adormeceres
vigio-te desmascarando
nossos seres congéneres
Se por mim morreres ressuscito-te
numa oração de fé
que só este verso sacie e supere
Quando por mim florires em pétalas
perfumo teu vulto forjado num
odor derradeiro
Onde e quando me amares
sei, quero, posso…sacio-te
tendo o teu ser companheira
como fiel apeadeiro

FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s