Véu de luz

fresta-de-luz

 

O dia dilui-se na mansidão do poente vadio
Veste-se a noite com a eloquência da luz
brilhando entre a multidão de estrelas
As palavras arrumam-se na ementa da vida
Excita-se o silêncio entre uma eternidade
calcorreando o impávido e impalpável véu
de luz dormitando à beira da minha cidade
FC

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s