Memorando

 

Hora pra sonhar,hora de retorno ao teu lugar  

Hora de reescrever todas as sílabas em versão poética

entoando nossos hinos de amor em cada memorando de vida

em cada exacerbado adeus no momento 

em cada gomo de saudade pintando nos silêncios

as carícias sorrateiramente escondidas na doçura serena

encastrada no aroma do teu olhar, enfeitando cada

manhã nascendo de alegria a desfilar

 

Ali te encontro palmilhando a meninice de outrora  

onde nos enamoramos quando  a noite morria sitiada

em todas as joviais memórias fervendo à flor da pele

e nós num ápice   

deglutimos todo o acordar matinal  dos silêncios

experimentando o amor acontecer…sem rumores  

apenas fintando com poesia  

as palavras desenhadas no reduto das paixões

desembarcando livres sem mais insinuações

  

Surgimos anónimos  velando a luz autêntica

dos mesmos céus flamejantes

estimulando nossas vestes lânguidas afogadas

na doce musica convertendo a gargalhada que fascina

num aclamado adeus bailando entre almas se apaixonando

nos olhos dessa menina feliz nos meus versos despertando

 

Frederico de Castro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s